Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Sobre marketing

Detalhes do Anúncio:

R$ Sob Consulta

Brava Assessoria e Intermediação

A Brava Assessoria e Intermediação de Negócios têm como objetivo prestar serviços administrativos, assessoria e intermediação de negócios entre clientes e parceiros, com foco às […]

158 visualizações, 0 hoje

Dupla é presa suspeita de tentar explodir caixa eletrônico em Manaus

Sem categoria 3 de julho de 2017

Caixa estava dentro de empresa de medicamentos, no bairro Coroado, na Zona Leste. Outros criminosos conseguiram fugir.

Dupla foi detida suspeita de envolvimento na tentativa de roubo (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

ois homens foram presos, na manhã deste domingo (2), suspeitos de tentar explodir um caixa eletrônico no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus. De acordo com a Polícia Militar, a dupla atuava com pelo menos outros seis criminosos, que conseguiram fugir. Um agente de segurança foi feito refém.

A 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) recebeu uma ligação, por volta de 5h, de uma empresa de monitoramento de São Paulo, informando que o alarme de um caixa eletrônico – localizado dentro de uma distribuidora de medicamentos, na rua Ivailândia – havia disparado.

No local, a polícia encontrou o agente de portaria despido e com as mãos amarradas para trás. Ele informou que oito homens fortemente armados estavam no local para roubar o caixa. Segundo o delegado Felipe Albuquerque, plantonista do 9º DIP, os homens fugiram com a chegada da polícia.

“Eram quatro carros com oito pessoas, que participaram da ação. A polícia conseguiu atirar no pneu de uma Saveiro. Os criminosos então abandonaram o veículo no local e fugiram em outros carros. Dois, que estavam em um [carro] Gol, foram presos”, contou.

Com os dois homens foram encontrados com produtos de roubo da empresa de medicamentos, além de um revólver calibre 38, com cinco munições intactas. O agente de segurança confirmou que a dupla presa participou do assalto.

O carro Saveiro, de cor preta, que foi abandonado no local, tinha restrição de roubo. O veículo teria sido utilizado para levar botija e cilindrode gás, maçarico, além de outros equipamentos para violar o caixa eletrônico, que ficou apenas danificado.

A polícia entrou em contato com o dono da Saveiro, que informou que teve o carro roubado há 10 dias. Na sede do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a vítima reconheceu um dos suspeitos pelo roubo do veículo. O caso deve ser investigado pelo 11º DIP. Imagens das câmeras de segurança devem ser analisadas.

Fonte:  g1.globo.com

03/07/2017

16 visualizações, 0 hoje

PF autua duas empresas clandestinas que fazem segurança privada no Grande Recife

Sem categoria 3 de julho de 2017

Nesta segunda (3), Polícia Federal divulgou balanço da ‘Operação Segurança Legal’, realizada na sexta (30), em todo o Brasil. No Recife, companhia foi fechada. Em Paulista, firma funciona com alvará provisório.

Sede da  Polícia Federal, no Cais do Apolo, no Recife (Foto: Thays Estarque/G1)

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou, nesta segunda-feira (3), o balanço da ‘ Operação Segurança Legal’. O objetivo da ação, realizada na sexta-feira (30), é combater o serviço irregular prestado por empresas clandestinas de segurança privada em todo o país. No Grande Recife, duas companhias foram autuadas. Uma teve as atividades encerradas pelos agentes da PF e a outra funcionará com alvará provisório até cumprir as exigências feitas pela corporação.

Uma das empresas, segundo a PF, faz a segurança privada em um shopping em Paulista. A polícia informou que ela entrou em contato com a corporação para resolver as pendências e vai manter as atividades. A que foi fechada atuava em um hotel e em um mercado de gêneros alimentícios em Boa Viagem, na Zona Sul da capital.

De acordo com nota enviada pela PF em Pernambuco, as empresas fiscalizadas foram orientadas a entrar com requerimento de autorização de funcionamento. A ação foi coordenada pela Divisão de Controle e Fiscalização de Segurança Privada, órgão da Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada.

A PF informa que todas as empresas que desejarem prestar serviço de segurança privada, seja armada ou desarmada, precisam de autorização da Polícia Federal. Devem cumprir os requisitos previstos na legislação.

Depois de receber a solicitação, a PF realiza uma vistoria na sede da empresa. Caso sejam cumpridas as exigências, a corporação expede o alvará de autorização de funcionamento, que será renovado, anualmente, com nova inspeção na empresa.

Nacional

Em todo o Brasil, cerca de 500 Policiais federais realizaram fiscalizações para combater empresas atividades clandestinas de segurança privada. A operação visa encerrar definitivamente as atividades de empresas que executam segurança privada sem a devida autorização. Os policiais pretendem alcançaram pelo menos 10% das empresas em atividade de segurança no País.

No Brasil, existem mais de 2.500 mil empresas de segurança privada legalizadas. A corporação estima que o número de companhias clandestinas que atuam no setor seja quase o dobro desse número.

Estima-se que o serviço clandestino de segurança privada movimente por ano R$ 60 bilhões. Assas empresas , conforme a PF, não recolhem tributos nem cumprem direitos trabalhistas previstos em lei.

Fonte: g1.globo.com

03/07/2017

24 visualizações, 0 hoje

Bandidos voltam a explodir banco em Xexéu da mesma forma após sete meses

Sem categoria 3 de julho de 2017

Agência do Bradesco foi explodida durante a madrugada

O banco Bradesco da cidade de Xexéu, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, foi alvo de assalto novamente neste sábado (1º), por volta das 3h15. A mesma agência foi explodida no dia 2 de dezembro de 2016, há quase sete meses. De acordo com a Polícia Militar, o crime foi realizado com cerca de dez integrantes.
Após a tentativa de roubo, os bandidos ainda efetuaram disparos contra o efetivo do Batalhão Especializado em Policiamento do Interior (Bepi) que foi acionado para conter o assalto. Nenhum agente ficou ferido durante a intervenção.
A polícia suspeita que a os criminosos fugiram pela cidade de Novo Lino, em Alagoas. Os batalhões da PM dos dois estados estão trabalhando em parceria no caso, também com apoio da Polícia Civil e do Instituto de Criminalística. Câmeras de segurança identificaram que os suspeitos estavam em dois carros, um Golf branco e uma S10 preta.
Em 2 de dezembro de 2016, há quase sete meses os bandidos realizaram explosões na mesma agência da mesma forma: durante a madrugada e com provável rota de fuga pelo estado de Alagoas.
03/07/2017

18 visualizações, 0 hoje

PF fecha sete empresas por exercerem atividade de segurança irregular em Goiás

Sem categoria 3 de julho de 2017

Estabelecimentos não tinham autorização da corporação para atuar no ramo. Operação ocorreu simultaneamente em todo o país.

Anápolis é a cidade que teve o maior número de estabelecimentos fechados (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal fechou, nessa sexta (30), sete empresas por exercerem atividades de segurança privada irregulares em Goiás. Uma pessoa ainda foi presa em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Chamada Operação Segurança Legal, a ação ocorreu simultaneamente em todo o país. Em Goiás, 38 policiais fiscalizaram estabelecimentos em Goiânia, Anápolis e Rio Verde.

De acordo com a corporação, a segurança privada só pode ser desempenhada por empresas devidamente autorizadas pela PF ou que tenham objeto social diverso, mas que contam com a segurança orgânica, que também deve ser devidamente autorizada pela Polícia Federal.

A cidade de Anápolis, localizada a 55 km de Goiânia, é o município goiano que mais teve estabelecimentos fechados durante a operação. De acordo com os policiais, quatro empresas tiveram suas atividades encerradas, e outra foi autuada.

Já em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, dos quatro comércios fiscalizados, três foram fechados. Em um deles houve uma prisão em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Em Goiânia, de 10 estabelecimentos visitados, apenas dois contavam com segurança orgânica em situação regular. Os demais foram autuados porque contavam com segurança clandestina.

Fonte: g1.globo.com

03/07/2017

49 visualizações, 0 hoje

Homens armados tentam explodir caixa eletrônico em Uniflor, mas fogem sem levar dinheiro

Sem categoria 30 de junho de 2017

Situação aconteceu por volta das 5h desta sexta-feira (30).

Ladrões tentar roubar caixa eletrônica em Uniflor na madrugada desta sexta-feira (30) (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Quatro homens armados tentaram explodir um caixa eletrônico em uma agência bancária em Uniflor, no norte do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (30), por volta das 5h.

Eles usaram explosivos. Entretanto, um não estourou, e os ladrões fugiram do local sem conseguir levar dinheiro.

A polícia precisou isolar a agência, pois há explosivos no local. O esquadrão antibomba de Curitiba foi acionado e deve chegar nesta tarde na cidade para retirar o material.

Fonte: g1.globo.com

30/06/2017

10 visualizações, 0 hoje

Com medo de assalto, moradores da zona sul contratam escolta particular

Sem categoria 30 de junho de 2017

Avenida Nossa Senhora do Sabará e Rua Moliére, na Vila Sofia, na zona sul de São Paulo, estão entre as vias citadas pela população

SÃO PAULO – Moradores da Vila Sofia, na zona sul da cidade, estão com medo de sair à noite por causa do aumento de assaltos no bairro. Para amenizar o receio de quem chega tarde em casa, condomínios da região decidiram contratar segurança particular para fazer a ronda na região e acompanhar os moradores até suas residências.

Irani Matos, que mora no bairro há mais de dez anos, relata que agora a situação está mais delicada na Avenida Nossa Senhora do Sabará e na Rua Moliére. Pessoas não saem nem com cachorros na rua à noite. A segurança é muito ruim. Moradores pagam carro particular para fazer a ronda. Cansamos da falta de segurança, por isso pagamos um segurança particular”, destacou.

Juliana, que preferiu não dar o sobrenome, também tem receio de sair à noite. “Os assaltos aumentaram muito, principalmente, no horário noturno, a partir das 18 horas. Há relatos de um assaltante de moto branca ou prata. Estudantes e trabalhadores estão com medo de andar a pé pela região”, disse.

Sobre a falta de segurança na região, a reportagem procurou a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, que esclareceu: “A Polícia Civil informa que, com relação aos crimes patrimoniais ocorridos na Rua Moliére, Avenida Nossa Senhora do Sabará e Jardim Almanara, área do 99º DP, foram instaurados 31 inquéritos policiais e identificação de 18 criminosos, com representação de prisões temporárias e preventivas, além de mandados de busca e apreensão. Alguns dos acusados foram presos e outros estão sendo procurados. Cabe ressaltar que policiais militares do 20ºBPM/M realizam patrulhamento ostensivo e preventivo no bairro, além de operações bloqueios, que estão contribuindo para a redução dos índices criminais. Nos primeiros cinco meses de 2017, houve queda de 18,43%, na comparação com o mesmo período do ano passado”, finalizou o posicionamento.

Fonte: brasil.estadao.com.br

30/06/2017

20 visualizações, 0 hoje

Dupla rouba arma de vigilante dos Correios

Sem categoria 30 de junho de 2017

Dois homens assaltaram a agência dos Correios de Bayeux por volta das 9h40 da manhã desta quinta-feira (29).

Durante a ação a dupla conseguiu levar três celulares, a arma do vigilante e uma quantia em dinheiro. A Polícia Federal foi acionada e está se dirigindo ao local para fazer a perícia.

A agência dos Correios fica localizada na avenida Liberdade, próximo ao Banco do Bradesco. O valor levado durante o assalto não pode ser divulgado por funcionários do estabelecimento.

Fonte: www.maispb.com.br

30/06/2017

20 visualizações, 0 hoje

João Pessoa sedia maior Workshop de Segurança Privada do Nordeste

Sem categoria 30 de junho de 2017

Dados de segurança pública nacional apontam que o Brasil tem hoje a terceira maior taxa de roubos da América Latina e que essa realidade também atinge diretamente a Paraíba. Segundo estatísticas, somente em João Pessoa, no último ano, houve um prejuízo aos cidadãos estimado em  R$ 1 milhão, apontados nos mais de 40% dos boletins de ocorrência registrados. Diante deste cenário, João Pessoa vai sediar, no próximo dia 15 de julho, o Workshop de Segurança Privada da Paraíba, evento considerado o maior do estado e do Nordeste nesta área. Gestores, vigilantes, profissionais de prevenção de perdas, segurança eletrônica, além de empresários, síndicos, administradores de condomínio, consultores e investidores estarão reunidos no Empresarial Plaza Center, no Centro, das 8h às 12h.

Esta será a segunda edição do evento. Na primeira, realizada no ano passado, foram mais de 150 empresas participantes. No workshop, serão apresentadas as principais novidades em produtos e serviços no sentido de proteção do patrimônio, seja residencial, comercial ou público. “A violência e criminalidade tem aumentado bastante e as empresas precisam investir cada vez mais na prevenção, principalmente na inteligência e na contratação de profissionais qualificados para as áreas estratégicas”, adiantou Saulo Felix, especialista em Logística Empresarial e realizador do evento.

Nesta edição, serão destacadas as novidades em produtos e serviços do mercado, bem como a evolução da segurança privada, os desafios do gestor desta área, a importância da segurança eletrônica para a sociedade e a prevenção da criminalidade nas redes sociais da internet.

Temas e Palestrantes – Para o II Workshop de Segurança Privada, haverá palestra dos seguintes especialistas:

“A segurança privada ontem e hoje, o que mudou? “ – Coronel Antônio Menezes (PMPE)- Diretor da Nordeste Cursos; “Os principais desafios do gestor de segurança” – Flávio Gama – Gerente geral PB/RN na Preserve Vigilância; “A importância da segurança eletrônica para a sociedade” –Mouhamad Almahmoud – gerente na Planserv; “Redes sociais na segurança privada” –Alexandre Rodrigues – CEO da Itscard.

Inscrições e informações – As inscrições já estão abertas e o investimento é de R$ 50 por participante. Os interessados podem se inscrever por meio do site: https://www.sympla.com.br/ii-workshop-de-seguranca-privada—pb__149796. Outras informações pelo e-mail: sfelixconsultoria@gmail.com e pelo telefone: (83)98198-3638.

Apoiadores  – O workshop te é realizado com patrocínio da ItsCard, Limpe Tudo, Planserv e conta com apoio da Nordeste Cursos, CEAS (Corporacion Euro-Americana de Seguridad), Protector e do portal de notícias Paraíba Total.

Serviço: 

Workshop de Segurança Privada da Paraíba

Data: 15 de julho (sábado)

Local: Empresarial Plaza Center – Av. João Machado, 553 – Centro, João Pessoa

Horário: 8h as 12h

Investimento: R$ 50 por participante

Inscrições e informações: https://www.sympla.com.br/ii-workshop-de-seguranca-privada—pb__149796. E-mail: sfelixconsultoria@gmail.com Telefone: (83)98198-3638

Fonte: www.paraiba.com.br

30/06/2017

14 visualizações, 0 hoje

Porteiro morre atingido por estilhaços de explosivos durante confronto no Rio

Sem categoria 29 de junho de 2017

Uma pessoa morreu e três ficaram feridas quando criminosos das favelas do Pavão-Pavãozinho, no Cantagalo, que liga os bairros de Copacabana e Ipanema, zona sul do Rio, atiraram um artefato explosivo, com efeito de uma granada, na porta de um bar na subida da Rua Sá Ferreira, em Copacabana, um dos acessos à comunidade, durante confronto com policiais militares. Nenhum dos atingidos pelo explosivo tinha envolvimento com o crime.

O porteiro Fábio Franco de Alcântara, de 38 anos, chegou a ser levado para o Hospital Miguel Couto com os outros feridos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A vítima trabalhava em um condomínio da Rua Sá Ferreira e tinha saído para almoçar quando foi atingido. Ele era morador da comunidade. De acordo com a Polícia Civil, as investigações vão ficar a cargo da Divisão de Homicídios.

De acordo com a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), os militares faziam patrulhamento na localidade do Beco do Serafim, quando criminosos armados atiraram e arremessaram artefatos explosivos contra os agentes, por volta do meio-dia. Houve confronto e os bandidos fugiram. Na ação, quatro pessoas ficaram feridas e uma delas não resistiu e morreu no hospital. Um dos feridos está sendo atendido e aguardando cirurgia e o outro está estável e em observação.

Protesto
Em protesto contra o tiroteio, moradores da comunidade vestidos de branco fizeram uma manifestação na entrada para o Pavão/Pavãozinho contra a onda de tiroteios diários na comunidade. Um grupo de moradores do alto do morro atiraram pedras contra os policiais que estavam na parte baixa, mas ninguém foi preso.

Pelas redes sociais, moradores dizem que não têm mais paz na comunidade e que os enfrentamentos são diários entre policiais e bandidos. Os comerciantes da Rua Sá Ferreira fecharam as portas mais cedo como medida de segurança. O clima ainda é tenso no local. Homens do Batalhão de Choque da PM com auxílio de militares da UPP fazem ações de varredura em busca dos criminosos. A ação não tem hora para terminar e deve permanecer durante toda a noite e madrugada.

Fonte: www.correio24horas.com.br

29/06/2017

16 visualizações, 0 hoje

Vigilante de supermercado é baleado em troca de tiros com bandidos na San Martin

Sem categoria 29 de junho de 2017

O crime aconteceu na noite desta terça, 27, na loja do G Barbosa, na San Martin - Foto: Reprodução | Google Maps

Um vigilante de uma loja do GBarbosa, na avenida San Martin, foi baleado na noite desta terça-feira, 28, durante uma troca de tiros com dois suspeitos. Segundo informações da Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), a vítima e mais outro segurança frustraram a ação dos homens que tentaram invadir o estabelecimento.

No meio do tiroteio, um dos seguranças foi atingido nas costas. Ele foi socorrido por moradores da localidade para uma unidade de saúde. Não há informações sobre o estado de saúde dele. De acordo com a Stelecom, quando os policiais militares chegaram no local, os suspeitos já tinham fugido.

16 visualizações, 0 hoje

Página 1 de 91 2 3 9